Seja bem vindo(a) à nossa Página de Notícias - Você é nosso(a) visitante nº contador free

Notícias - nº 007/2019/SINDESP-PA - Publicado em 14/02/2019 

O canal de comunicação direta com o associado

===========================================================================================================================================

 

Como o estatuto da segurança privada afetará as empresas de segurança eletrônica.

 

As empresas de segurança eletrônica, apesar de serem de grande utilização na segurança, não fazem parte da segurança privada.

A segurança eletrônica é o apoio mais importante do sistema de segurança das empresas, com ampla utilização de diversos equipamentos e softwares, é, sem dúvida, o segmento ligado a segurança privada que mais cresce no Brasil.

 

É difícil imaginar qualquer tipo de negócio (empresas, industrias, condomínios) que não façam uso de tecnologias aplicadas à segurança.

 

O crescimento tem como força motriz o baixo custo, quando comparado com recursos humanos, o desenvolvimento tecnológico dos diversos tipos de equipamentos (câmeras, sensores, biometria, uso de internet, IoT), cada vez mais sofisticados e eficazes e a facilidade de acesso e utilização com softwares cada vez mais amigáveis e intuitivos para uso doméstico e profissional. É com essa tendência de crescimento que o segmento buscou um posicionamento na segurança privada, sendo atendido através do Na Íntegra Projeto de Lei nº 135, de 13/05/2010, que revoga a lei 7.102/83 e outras. A partir da promulgação desta nova lei (Estatuto da Segurança Privada) as empresas de segurança eletrônica passarão a compor o rol das atividades de segurança privada.

 

O PL estabelece que existirão três tipos de empresas prestadoras de serviço de segurança privada:

I – As empresas de serviço de segurança privada (vigilância) que prestam os serviços previstos hoje na legislação com alguns acréscimos;

II – As escolas de formação de profissional de segurança privada;

III – As empresas de monitoramento de sistema eletrônico de segurança privada que prestam os serviços de monitoramento de sistemas eletrônicos de segurança e rastreamento de numerário, bens e valores.

A novidade, com foco neste artigo, passa a ser o incremento das empresas de segurança eletrônica (monitoramento), onde o PL prevê os tipos de serviços que essas empresas poderão prestar, que são:

I – A elaboração de projeto que integre equipamentos eletrônicos utilizados em serviços de segurança privada;

II – A locação, a comercialização, a instalação e a manutenção dos equipamentos referidos no inciso I;

III – A assistência técnica para suporte à utilização dos equipamentos eletrônicos de segurança e a inspeção técnica deles.

 

O PL prevê que as empresas que prestam os serviços de monitoramento de sistemas eletrônicos de segurança e rastreamento de numerário, bens e valores segurança privada, necessitará de autorização prévia do DPF (Departamento de Polícia Federal), como já fazem as empresas de segurança privada atualmente.

Fonte: http://revistasegurancaeletronica.com.br

Artigo Completo:  http://revistasegurancaeletronica.com.br/como-o-estatuto-da-seguranca-privada-afetara-as-empresas-de-seguranca-eletronica/

===========================================================================================================================================

 

VI Edição do Prêmio Mérito e Benemérito da Segurança Privada Nacional.

 

A Federação Nacional das Empresas de Segurança e Transporte de Valores (Fenavist) promove, no dia 25 de junho, em São Paulo, a VI Edição dos Prêmios Mérito em Serviço da Segurança Privada Nacional e Benemérito da Segurança Privada Nacional.  A homenagem é o principal reconhecimento destinado às empresas e personalidades do segmento no Brasil.

 

Como forma de reconhecimento a Fenavist outorgará o Prêmio Mérito, nas categorias Diamante, Platina, Ouro, Prata, Bronze e Cristal, para as empresas que tenham completado no ano da premiação a 30, 25, 20, 15, 10 e 5 anos de atividade ininterruptas, respectivamente, e que atendam os requisitos do Regulamento (Consultar Abaixo)

 

Para as Pessoas físicas de âmbito Nacional e Estadual, a denominação é Prêmio “Benemérito do Setor da Segurança Privada Nacional e Estadual”.  São homenageadas personalidades que tenham prestado à categoria econômica representada pela Fenavist, relevantes e destacados serviços no meio do segmento, ou que tenham trabalhado na consolidação de ideias democráticas e no crescimento e expansão do setor.

 

Fonte: http:// www.fenavist.com.br/noticia

Matéria Completahttp://www.fenavist.com.br/noticia/vi-edicao-do-premio-merito-e-benemerito-da-seguran/

Regulamento do Prêmio: http://www.fenavist.org.br/static/media/regu.pdf

Inscrição:  http://fenavist.net/inscricao/

===========================================================================================================================================

 

                                                         

 

O SINDESP/PA concluiu negociações do Segmento de Segurança Privada com SINDIVIPA referente a data base 2019/2020.

 

A CCT foi negociada por 2 (dois anos) e atualizada obedecendo a reforma trabalhista.

 

A Convenção e seus Termos Aditivos já podem ser consultados no Sistema Mediador do Ministério do Trabalho e Emprego, com registros: PA000018/2019; PA000040/2019 e PA000041/2019.